Blog

.
Outubro 31, 2022
Empregador-Freelancer Sem comentários

Diversidade, Igualdade, Inclusão


Estas são 3 palavras que têm sido muito abordadas nos últimos tempos. Se refletirmos no significado de cada um destes conceitos perceberemos como estão interligados:

Igualdade é o estado de ser igual, especialmente em estatuto, direitos e oportunidades.

Diversidade relativa às diferenças humanas, incluindo, mas não se limitando à raça, etnia, gênero, identidade de gênero, orientação sexual, idade, classe social, capacidade ou atributos físicos, sistema de valores religiosos ou éticos, origem nacional e crenças políticas.

Inclusão é vista como um direito humano universal. O objetivo da inclusão é abranger todas as pessoas, independentemente de raça, gênero, deficiência, necessidade médica ou outra. Trata-se de dar acesso e oportunidades iguais e pôr de parte a discriminação e a intolerância.


Todos os seres humanos são diferentes na sua aparência física, forma de falar, pensar e agir. Mas todos são iguais – todos sentem tristeza, felicidade, desilusão, etc. E todos gostam de se sentir incluídos.

Portanto, quando todos praticam a tolerância e aceitam as diferenças conseguem criar interações saudáveis e trabalhar conjuntamente.

Numa altura em que cada vez são mais as empresas que recorrem a trabalhadores externos – muitas vezes provenientes de outras partes do Mundo – e à internacionalização é importante ter conhecimento do que fazer.


Sempre que interagimos com alguém duma cultura diferente devemos ter em conta a comunicação verbal e não verbal. Mais concretamente:

1.  aprender acerca da nova cultura (o que evitar fazer/dizer e requerimentos culturais);

2.  aceitar que vão haver diferenças, praticar a tolerância e ser respeitador;

3.  entender hierarquias;

4.  falar abertamente acerca das dificuldades de comunicação. Diga `Não estou seguro de ter entendido claramente. Poderia repetir por favor? `ou `Talvez seja melhor revermos isto novamente`;

5.  falar clara e lentamente, se necessário;

6.  aprender algumas palavras/expressões da língua estrangeira;

7.  ser apropriado (tratamento formal com uso do primeiro e último nome/último nome e/título – senhor, senhora);

8.  evitar gírias e palavrões;

9.  usar gestos de `mão aberta`. Alguns gestos podem ser vistos como ofensivos em certas culturas;

10.  assumir uma postura formal desde o início;

11.  entender as regras acerca do toque. Algumas culturas podem esperar mais contato físico entre as pessoas enquanto comunicam do que outras culturas;

12.  saber se deve evitar ou fazer contato visual;

13.  esperar expressões faciais diferentes;

14.  respeitar o espaço pessoal que a situação exige. Algumas culturas podem exigir mais espaço pessoal do que outras;


Para qualquer questão por favor entre em contato aqui.

Comentário