Blog

.
Outubro 17, 2022
Empregador Sem comentários

Gestão de Equipas Internacionais


Equipas cujos membros vêm de diferentes nações e origens impõem exigências especiais aos gestores especialmente quando procuram ajuda do chefe na resolução de um conflito.

Muitas empresas da área das Novas Tecnologias, por exemplo, recorrem a equipas internacionais quando precisam desenvolver algo rapidamente.

É esperado dos funcionários que cheguem a acordo relativamente a processos, datas de entrega e sejam honestos em relação a erros/falhas. A função do gestor é de extrema importância para coordenar, orientar e ajudar a equipa a trabalhar em conjunto de forma eficaz.

Partir do princípio de respeito pelas diferenças,  aceitar que as pessoas se comportam e pensam de forma divergente e reconhecer o valor do seu conhecimento  são habilidades fundamentais. 

Aqui ficam algumas dicas que consideramos fulcrais para ter sucesso na gestão de equipas internacionais:

1 – Se cada membro da equipa falar um idioma diferente, convém encontrar um idioma comum para que todos os membros possam comunicar com facilidade. Escolha o idioma com o qual a maioria se sente confortável. Esta deve ser a linguagem utilizada em todas as reuniões e eventos formais. Se necessário invista na aprendizagem do idioma em questão para permitir uma comunicação mais confiante entre os funcionários.

2 – Normalize que pedir a alguém para se repetir é bom. Os membros da sua equipa não devem se sentir envergonhados ao fazer isso, especialmente ao trabalhar remotamente. Se os funcionários têm sotaque acentuado, outros podem ter que pedir para ouvir a mesma frase duas vezes, e ambas as partes devem se sentir confortáveis ​​com isso.

3 – Você pode se deparar com desafios adicionais devido a diferenças culturais. Lide com eles:

– organize reuniões informais para os membros de sua equipe. Esta é uma maneira ideal de aprender mais sobre outras culturas. Por exemplo, você pode falar sobre o que torna uma certa cultura única: sua comida, férias, costumes e muito mais.

– delegue atribuições de trabalho de acordo com os costumes culturais dos membros de sua equipe. Lembre -se de que toda cultura tem seu próprio cronograma de trabalho, regras de férias e lista de férias. Isso é realmente importante se você estiver gerindo a sua equipa multicultural remotamente.

4 – Além da linguagem, tenha em consideração que espaço, tempo, gestos corporais e estilos de escrita têm significados diferentes em cada cultura. Algumas culturas gostam de manter distância ou um espaço pessoal mais amplo durante a comunicação face a face, enquanto que, para outras, o contato corporal é uma parte muito importante da interação. Além disso, o vocabulário, a gramática e o significado do tempo variam amplamente em todo o mundo.

5 – Em equipas multiculturais, declare tudo explicitamente e por escrito para reduzir a confusão.

6 – Considere a estrutura da equipa e o uso de subgrupos. A intervenção estrutural às vezes é necessária. Dividir as equipas em grupos menores, quando grandes grupos não são produtivos, e fazer rotação de pessoal, pode melhorar a coesão e a compreensão da equipa.

7 – Esclareça as expectativas. Defina como as decisões serão tomadas, quem decide, quem pode fazer alterações e quais são os prazos entre fusos horários. Clarificar expectativas desde o início apaziguará qualquer incompreensão mútua.

8 – Diversifique a liderança. A diversidade de sexo, raça, etnia, idade, idioma e formação educacional dos diretores pode garantir que as melhores práticas em diversidade e inclusão sejam lideradas desde o topo e consideradas na estratégia geral de uma empresa.

9 – Entre em ação se detectar problemas – grandes ou pequenos. É fácil encobrir contratempos. Mas inconsistências ou atrasos no trabalho podem ser sinais indicadores de que algo não está certo. A intervenção varia caso a caso, mas as opções de resolução passam por formação da equipa, lembretes de sucesso, conversas pessoais e reuniões informais.

Para qualquer questão por favor entre em contato aqui.

Comentário